quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

2 e 3 de Março: todos os caminhos vão dar a Olivença

domingo, 21 de agosto de 2011

Barcelona: Barrera triunfou e saíu em ombros com bandeira da Catalunha


O matador sevilhano António Barrera saíu esta tarde em ombros da Monumental de Barcelona, praça que este ano encerrará as suas portas devido à proibição das corridas decretada pelo Parlamento da Catalunha.
O diestro prestou homenagem à Catalunha toureando com uma muleta com as cores da bandeira catalã. Barrera cortou uma orelha no seu primeiro toiro, com petição de segunda e outra orelha no que enfrentou em segundo lugar. Os toiros pertenciam a Valdefresno e Hns. Fraile Mazas. Uceda Leal cortou uma orelha num toiro e foi ovacionado no segundo e Matías Tejela foi ovacionado num e silenciado no outro.

Fotos Alavá/aplausos.es

2 orelhas, "porta grande"! - as fotos do triunfo de Moura esta tarde em Antequera (Málaga)

Mais uma "porta grande"!
Moura empolgou nos dois toiros
Com o cavalo "Castella" em grande forma!
"El teléfono", um adorno
Moura cortou uma orelha em cada toiro, com forte petição da segunda nos dois
Paco Duarte, "rei da puntilla": 5ª feira, 25, cumpre o 20º aniversário da sua alternativa de matador de toiros
Paco Duarte com o empresário Paco Dorado: uma amizade, muitas "guerras" lado-a-lado, muitas vitórias!

Fotos António Santos/Tobrantes

Moura em ombros hoje em Antequera


João Moura Jr. conquistou hoje mais um apoteótico triunfo em Espanha, saindo em ombros da praça de Antequera após cortar uma orelha em cada toiro, com forte petição da segunda no final de ambas as lides.
Fermín Bohórquez deu volta em ambos os seus toiros, com petição de orelhas e Manuel Manzanares cortou uma orelha no primeiro e teve petição no segundo. Os toiros, de bom jogo, pertenciam a Benítez Cubero.
Esperamos ainda hoje aqui publicar as fotos de António Santos/Tobrantes de mais este êxito de Moura em Espanha - na foto, saindo em ombros de Plasencia com Cartagena, a quem hoje foi substituir em Antequera, devido à lesão no joelho que obrigou o rejoneador a suspender a temporada.

Foto D.R.

Mourato ainda a convalescer: mais um domingo sem "3 Tércios"


Continua infelizmente suspenso o programa taurino mais ouvido do país - o "3 Tércios" da Rádio Portalegre, há mais de vinte anos no ar aos domingos entre as 22 e as 23 horas, volta hoje a não ser emitido.
A razão de ser desta paragem, como já informámos, deve-se ao facto de Lourenço Mourato estar ainda a convalescer de uma forte anemia que o obrigou a internamento hospitalar. Mourato já se encontra em casa, mas ainda debilitado, segundo o seu companheiro de todos os domingos na R. Portalegre, Hugo Teixeira.
Solidário com Lourenço, Hugo não quer avançar sózinho com o programa, preferindo aguardar pelo seu regresso à antena. Esperemos que seja rápido e daqui enviamos um forte abraço ao nosso amigo Lourenço Mourato, renovando os votos de pronto restabelecimento.

Foto D.R.

3 e 4 de Setembro: Montemor é praça cheia!

4 orelhas: Ventura claro vencedor do mano-mano com Leonardo em Málaga


Diego Ventura cortou duas orelhas no seu primeiro toiro, uma no segundo e outra no terceiro com forte petição da segunda, tendo sido obrigado a dar volta ao ruedo com o cavalo "Morante" - o das "mordidelas"!
O rejoneador luso-espanhol foi assim o claro vencedor do mano-a-mano com Leonardo Hernández esta tarde em Málaga. Leonardo foi aplaudido no primeiro que lidou e também no segundo, estando nesta momento a tourear o último toiro da corrida. A praça de La Malagueta regista uma enchente em tarde de muito calor.

Foto D.R.

Cornada de 15 cm na perna: Iván Fandiño tem alta amanhã



O matador espanhol Iván Fandiño, ferido na perna na nocturna de sexta-feira em Málaga, terá amanhã alta hospitalar, prosseguindo a recuperação em sua casa, em Guadalajara, supervisionado pelo médico cirurgião Dr. Ramón Ochoa, do Hospital Universitário de Guadalajara.
O toureiro sofreu uma cornada de 15 centímetros na perna direita.

Fotos D.R.

Amanhã em Samora: Toiros de Dolores Aguirre, 6 cavaleiros, 3 grupos de forcados


Por "baixa" de Hermoso: Ventura e Leonardo mano-a-mano hoje em Málaga

Maestro Moura deverá reaparecer terça no Crato


Depois da colhida de quinta-feira no Campo Pequeno, o Maestro João Moura (que sexta foi substituído pelo filho João em Santana da Serra) tem esperança de poder reaparecer na próxima terça-feira, dia 23, na corrida para que está anunciado no Crato - um espectáculo inserido na Feira do Artesanato e da Gastronomia, promovido pela empresa "Aplaudir", com organização da "A. C. Eventos".
João Moura, que neste momento se encontra em Espanha, para assistir em Antequera à corrida em que participa seu filho João, só amanhã será avaliado pelos médicos que o têm assistido, a fim de conhecer o veredicto sobre a data do seu regresso às arenas - mas o Maestro tem fé de poder tourear na terça no Crato, onde toureia mano-a-mano com o jovem triunfador Duarte Pinto numa noite que abrirá com a apresentação de seu filho Miguel, frente a toiros de Benjumea (Nuñez del Cuvillo). Nesta corrida participam também os Forcados da Azambuja e de Alter do Chão.
Além da corrida de terça-feira, o Maestro Moura tem ainda vários contratos a cumprir até final da temporada, nomeadamente na Feira da Moita, no Montijo e em Outubro em Thornton, na Califórnia (duas corridas) - esperando-se que a lesão no joelho melhore e não o obrigue a perder esses compromissos. Amanhã teremos notícias.

Foto Carlota Melo

"Uma noite dos diabos!": forcados massacrados ontem em Alter!



"Uma noite dos diabos!" - foi assim que Hugo Teixeira classificou no seu blog "diário taurino" a corrida nocturna de ontem em Alter do Chão, onde os (belíssimos) toiros de Francisco Luis Caldeira (foto ao lado) massacraram vários elementos dos grupos de Forcados de Évora e de Alter. Os bombeiros não tiveram mãos a medir para acudir a tanto pegador lesionado!
Marcada por triunfos dos cavaleiros Pedro Salvador, Marcos Bastinhas e Soller Gracia (praticante), a corrida teve por protagonistas os forcados.
Por Évora, pegaram Ricardo Sousa à primeira, João Pedro Oliveira a dobrar Gonçalo Guerreiro (vítima de violenta colhida) e José Miguel Martins ao quarto intento e a sesgo.
Pelo grupo da terra, foram intervenientes o cabo João José Saramago e Elias Santos numa valente cernelha à terceira "entrada", com eficaz ajuda de um campino e pegaram de caras João Lopes, à primeira (a dobrar Nuno Basso, violentamente colhido contra a trincheira, vivendo-se momentos de pânico na arena e de preocupação nas bancadas) e Diogo Bilé à quarta e a sesgo.
Nenhum dos forcados feridos corre perigo, todos eles estão a recuperar favoravelmente. Os toiros de Caldeira, que substituiam os anunciados de uma ganadaria espanhola (diz-se que por "problemas sanitários") impuseram respeito e deram enorme emoção - uma coisa que, por vezes, tem andado arredada nas nossas praças!

Fotos Hugo Teixeira/diariotaurino.blogspot.com

Começa a ser um CRIME permitir que isto aconteça! Mas ninguém tem coragem para o dizer... e a muitos convém!

7 de Agosto na Figueira da Foz
Foto Hugo Calado/www.toureio.com
No Campo Pequeno foi por pouco...
Foto Arsénio Franco/www.taurodromo.com
5 de Abril do ano passado, em Sousel
Foto João Dinis
O cavaleiro pôs o ferro sem sequer "mirar" o toiro... ontem na Nazaré. Depois...
Foto João Dinis/www.touroeouro.com
Mais uma queda ontem à noite na Nazaré
Foto João Dinis/www.touroeouro.com

Miguel Alvarenga - Afastado das arenas durante alguns anos, o cavaleiro João Pedro Cerejo decidiu regressar no ano passado, "escudado" no apoio mais ou menos eficaz, mas que não teve grandes frutos, do bandarilheiro Pedro Gonçalves. Esta temporada, terá "investido" em mais altos vôos, contratando para apoderado o bandarilheiro Diogo Malafaia (também "manager" de Tiago Carreiras) - que por mais que diga que não, todo o mundo sabe ter as "costas bem aquecidas" por "alguém" com força e influência suficientes para colocar o cavaleiro em cartéis (de seis) onde "passa" sem que dêm demasiado nas vistas as razões de ser por que neles entra...
A verdade, contudo, ninguém a diz. Nem sequer os meninos "bem pensantes" dos sites que ninguém vê. Porque será?...
Ontem à noite, na Nazaré, Cerejo sofreu mais uma aparatosa queda, depois de "reunir" sem sequer olhar para o toiro - como a foto bem documenta. A 7 de Agosto sofreu uma impressionante e perigosíssima queda na arena da Figueira da Foz. No Campo Pequeno, onde 18 anos depois de a receber, confirmou recentemente a alternativa, foi por pouco que não caíu também - dando até azo a grande discussão na rede social "Facebook", onde muitos sairam a terreiro para questionar os porquês da sua presença numa corrida na primeira praça do país. Em Abril do ano passado sofrera outra perigosa queda em Sousel.
Começa a ser um crime permitir que Cerejo continue a tourear. Pela simples razão de que, para "bem de alguns", o toureiro pode vir um destes dias a sofrer um percalço mais grave - e depois ninguém será "culpado"!
Uma coisa é a aficion, o querer, a boa vontade de Cerejo em prosseguir a carreira que há uns anos interrompeu. Outra coisa é andarem a brincar - e a tirar belíssimos dividendos disso! - com a vida dele. Não se brinca assim com a vida de uma pessoa. Escrevo-o para bem de João Cerejo. Cuja aficion conheço há muito. Mas que neste momento se está a transformar num perigo. Depois não me acusem de não ter avisado...

Praça cheia ontem na Nazaré!

Rui Salvador, o dos "ferros impossíveis", empolgou ontem o público da Nazaré!
Luis Rouxinol - eternamente bem. Este toureiro não sabe estar mal...
João Ribeiro Telles impôs emoção e muita arte na arena da Nazaré
João Santos Andrade (ganadaria Prucêncio) venceu o concurso de ontem na Nazaré

Rui Salvador deslumbrou, Luis Rouxinol confirmou (o grande momento que nunca deixa de atravessar!) e João Ribeiro Telles Jr. emocionou - foram estes os três grandes triunfadores da corrida de praça cheia que ontem à noite decorreu na acolhedora e carismática praça da Nazaré, onde havia um concurso de ganadarias e onde o vencedor foi o toiro da Casa Prudêncio - assim resume hoje Solange Pinto no seu site www.touroeouro.com, as incidências do espectáculo nocturno promovido ontem pela empresa do Campo Pequeno na praça do Sítio e onde se viram também com agrado as exibições de José Manuel Duarte e Sónia Matias, tendo sido João Cerejo o mais "fraquito" no sexteto...
Na forcadagem, como já ontem referimos, houve situação de empate e não foi atribuído o prémio à melhor pega - em compensação, Rui Bento contratou novamente os três grupos (Aposento do Barrete Verde de Alcochete, Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca) para um "tira-teimas" na próxima corrida, a 8 de Setembro.

Fotos João Dinis

Falta de apoios financeiros inviabiliza corrida em Campo Maior


Já não se realizará a programada corrida em Campo Maior, agendada para 1 de Setembro, por ocasião da tradicional Festa das Flores - anuncia hoje Hugo Teixeira no blog "diário taurino", informando que a mesma "foi ao ar", segundo a organização, por alegada falta de apoios financeiros.
O cartel, recorde-se, integrava os cavaleiros João Moura Caetano, Marco José ou Tito Semedo e ainda o praticante Mateus Prieto, estando anunciados toiros de Francisco Luís Caldeira e as presenças dos grupos de forcados de Arronches e Académicos de Elvas.

Foto D.R

Agosto sangrento: César Jiménez e o bandarilheiro Collado colhidos ontem em Málaga

César Jiménez já está recuperado deste percalço de ontem em Málaga e toureia esta tarde em Cuenca
Felizmente o acidente não teve a gravidade que se temia
Momento da cornada do bandarilheiro Collado ontem em Málaga
Luis Miguel Collado acudido pela toureira Mari Paz Vega

24 horas depois da dramática cornada de Ivan Fandiño (em recuperação no hospital), a arena de Málaga voltou ontem a ficar manchada com o sangue dos toureiros num dos mais sangrentos meses de Agosto dos últimos anos.
O matador César Jiménez sofreu ontem a aparatosa colhida que as imagens documentam, mas felizmente o percalço não teve a gravidade que parecia. O toureiro sofreu uma cornada na perna direita, mas hoje mesmo actuará em Cuenca, já recuperado do acidente.
Mais grave foi a cornada sofrida pelo bandarilheiro Luis Miguel Collado, atingido na perna. O toureiro sofreu uma cornada ascendente de 8 centímeros e uma descendente de 12. O seu estado é estável, depois de ter sido operado ontem à noite.

Fotos Joaquín Bueno/aplausos.es

Os comentários de quem sabe sobre a prestação de Maria Caetano em Roterdão

A cavaleira Maria Moura Caetano e o cavalo Puro Sangue Lusitano "Xiripiti", de 8 anos, com ferro da Coudelaria Torres Vaz Freire, tiveram brilhante prestação no Grande Prémio (prova por equipas) e qualificativa para o Grande Prémio Especial, no Campeonato da Europa que decorreu em Roterdão, Holanda, alcançando a excelente média de 67,173%.
"Excepcional prova do 'Xiripiti' e da Maria! É um cavalo fantástico! Dupla 100% portuguesa!" - foi o comentário de Richard Davison, comentador da FEI e antigo Campeão Nacional inglês de Dressage.
(Vídeo disponível em http://www.vimeo.com/27821124).
O "Xiripiti" era o cavalo mais novo de tão importante prova internacional e Maria uma das mais novas cavaleiras. Parabéns à Juventude! Parabéns a todos os que deram o seu melhor esforço para que fosse possível Portugal estar representado ao mais alto nível na Dressage Mundial!

Fotos D.R.

2012: Maestro José Cortes assinala 50 anos de alternativa



"Se tiver saúde e se ainda cá andar, tem que ser, pois tenho ainda faculdades para tourear um novilho!" - foi com estas palavras que o Maestro José Maldonado Cortes anunciou anteontem a Hugo Teixeira a intenção de voltar a vestir-se de toureiro na próxima temporada para comemorar em praça o 50º aniversário da sua alternativa, recebida no Campo Pequeno em 2 de Abril de 1962 (foto da esquerda), apadrinhado pelo saudoso Pedro Louceiro.
José Cortes gostaria que o festejo ocorresse em Estremoz, sua terra natal, mas visto a praça ainda estar encerrada, aponta como opção a de Vila Viçosa: "Gosto muito daquela praça!".
Tal como sucedeu em 2005, quando comemorou 50 anos de toureio tendo a seu lado um naipe importante de antigos e actuais toureiros, Maldonado Cortes pretende que na festa que assinala a efeméride de meio século de alternativa estejam alguns dos grandes nomes do seu tempo, entre os quais José Samuel Lupi, Álvarito Domecq e o francês Gerald Pellén.

Fotos D.R. e Emílio/Arquivo "Farpas"

Nuno da Câmara Pereira e filhas encantam em Albufeira


Grande espectáculo de Nuno da Câmara Pereira com as filhas em Albufeira, no passado dia 14, por ocasião das festas em honra de Nossa Senhora de Orada.
Quem viu - e ouviu - não esquece mais!

Foto D.R.

Empate: forcados sem prémio na Nazaré


O júri não atribuiu ontem o prémio à melhor pega no concurso que teve lugar na praça da Nazaré (cheia!) por considerar que houve empate.
Os três grupos que disputavam o troféu - Aposento do Barrete Verde de Alcochete, Chamusca e Aposento da Chamusca - foram contratados para um "tira-teimas" na mesma arena no próximo dia 8 de Setembro. Lidam-se toiros de Vinhas e o cartel é composto por Joaquim Bastinhas, Rui Fernandes e Tiago Carreiras.

Foto D.R.

Os cartéis da Feira do Sobral de Monte Agraço

Moura Caetano: 3 orelhas e rabo ontem em Espanha


"Esteve simplesmente sublime" - disse ao "Farpas" o crítico Pedro Pinto, que ontem assistiu em Albalá, província de Cáceres, ao apoteótico triunfo do cavaleiro João Moura Caetano, que cortou uma orelha no seu primeiro toiro e os máximos troféus - duas orelhas e rabo - no segundo, saindo em ombros com Manuel Lupi, que obteve também meritório êxito e cortou duas orelhas no seu primeiro e mais uma no segundo.
O rejoneador Luis Miguel Correas foi ovacionado no primeiro e obteve uma orelha no segundo. Os toiros pertenciam à ganadaria de La Ermita e deram bom jogo, proporcionando sonantes triunfos sobretudo aos dois cavaleiros portugueses.

Foto D.R.

Sempre a "imitarem" o Maestro...

Sexta-feira, Samora: Sónia Matias num momento "de aperto"...
Foto Fernando Clemente/parartemplarmandar.blogspot.com
Sexta-feira, Samora: Rouxinol em vôo de queda livre...
Foto João Dinis/www.touroeouro.com
Sexta-feira, Samora: Pedro Salvador pelo ar...
Foto João Dinis/www.touroeouro.com
Quinta-feira, Campo Pequeno: Maestro João Moura ao chão...
Foto Daniela Caetano

Não fosse as três situações terem sido simplesmente fruto do azar e, graças a Deus, não terem tido consequências de maior, e dir-se-ia, com ironia e talvez uma dosesinha de "maldade", que os nossos cavaleiros não desistem de "imitar" o Maestro Moura...
João Moura caíu quinta-feira em Lisboa... Rouxinol e Pedro Salvador foram ontem "ao tapete" em Samora e Sónia Matias escapou por pouco...